Home office e filhos: uma combinação possível

Conciliar a maternidade/paternidade com o home office e a vida de profissional independente pode ser uma tarefa desafiadora, mas com paciência e alguns ajustes é viável e cheia de vantagens.

 

Como cada vez mais discutimos sobre as novas formas de trabalho, também é importante entendermos como os mais diferentes perfis se adaptam às mudanças que estão ocorrendo no mercado. Ser freelancer e trabalhar em casa em um momento de transição como o atual já configura um desafio para qualquer profissional. Imagine, então, ter filhos nesse contexto.

Loucura! Diriam alguns. Impossível! Bradariam outros.

No entanto, a verdade é que há muita gente atuando nesse modelo com a prole a tiracolo e adorando — claro, não sem encarar alguns perrengues. São mães e pais que rebolam para conciliar o home office e as demandas de uma (ou mais de uma) criança, além das inseguranças do trabalho independente. Mas que também conseguem passar mais tempo com os filhos e garantir equilíbrio entre a vida pessoal e a carreira.

Afinal, tem como conciliar home office e filhos em casa?

Tem sim! Mas, precisamos ser sinceros: não há uma fórmula pronta. Ou seja, cada pessoa vai ter que encontrar o seu jeito de manejar a situação. Aos poucos, você vai descobrindo como essa dinâmica funciona melhor e vai fazendo os ajustes necessários. Mas, claro, há uma série de detalhes que vão ajudar a tornar esse processo mais simples e rápido.

Organização é a chave do negócio

Conciliar as atividades profissionais e a agenda de uma criança não é moleza. Por isso, mais que nunca, é preciso ser organizado. Mantenha um cronograma regrado, com horários definidos e tempo estipulado para cada tarefa. Liste prioridades e não fuja delas. Faça as pausas (almoço, saída da escola, médico, etc) e volte ao trabalho imediatamente, sem perder o foco.

Use a rotina a seu favor

9xxpwkyffdbeedbtj3olzi5ex

Como falamos antes, é importante descobrir como as coisas funcionam melhor para você e sua família. Se você for mais produtivo à noite, use a tarde para resolver os pepinos da casa ou simplesmente brincar com seu filho. Prefere produzir de manhã? Acorde antes da criança e dê um gás nas atividades. Se seu filho vai à escola ou tira sonequinhas longas, aproveite esse período para produzir o máximo que puder.

Toda ajuda é mais que bem-vinda

0fcs8ev17pasthbkwblyxh9an

Tenha em mente que não é nenhuma vergonha precisar de ajuda. Se você está com um prazo muito apertado ou precisou pegar um trabalho extra, não se culpe por chamar socorro! Pode ser um período a mais na escola, uma babá, uma visita aos avós ou tios. Aceite que não é um(a) super-herói(heroína) e tente não se culpar por não conseguir dar conta de tudo, porque isso é absolutamente normal.

Explique para a criança o que é home office

children-593313_1920

Conversar é sempre a melhor saída. Por isso, explique para o seu filho o que é home office, a importância do trabalho e que trabalhar em casa não é “estar em casa” o tempo todo. Feito isso com paciência e cuidado, ele vai entender. E para eliminar qualquer “ranço”, você pode até incluir a criança nas atividades, delegando pequenas funções (esvaziar o lixo ou separar materiais, por exemplo).

Eles(as) sabem do que estão falando!

E como nada melhor do ouvir (no caso, ler) quem entende do assunto, trouxemos o depoimento de mães e pais que trabalham no modelo freelancer/home office para contar um pouco como tudo funciona.

IMG_0389

Everson Cabideli, arquiteto,
é pai do Antonio (4 anos) e da Rita (1,3)

Como concilia o trabalho e as demandas dos filhos?
Eu dedico a manhã aos filhos (com alguns minutos para tarefas rápidas de trabalho) e as tardes deixo livres para trabalhar, que é quando a coisa pega. Meu filho tem 4 anos, então vai à escolinha perto de casa e esse período é fundamental para mim.

Quais são as vantagens?
A maior vantagem é poder participar da rotina da criança, coisas simples como levar na pracinha, na escola… Reconheço que isso é um privilégio, um verdadeiro luxo. Outra é poder levar o filho no médico sem a cara emburrada do chefe ou ficar com ele quando tem febre, por exemplo.

Como lida com a insegurança de ser um profissional independente e ter família?
Uma família com todos os responsáveis sendo freelancers acho bem complicado… O ideal é que pelo menos um tenha ganhos fixos, pois os gastos com os filhos são altos. Ter uma boa poupança é fundamental para poder recorrer em tempos ruins ou lidar com os atrasos de pagamento.

 

24251080_10155391030157669_1688240540_o

Juliano Bortolin,
designer de produto,
é pai da Alice (8) e da Helena (2)

Como concilia o trabalho e as demandas dos filhos?
É possível ser produtivo tendo muita disciplina e jogo de cintura. Marco reuniões ou idas aos fornecedores cedo, após deixar a menor na escola. Algumas vezes a entrega dos projetos fica para depois da hora que elas dormem. Durante o trabalho, já consegui envolvê-las nos momentos de sketches, por exemplo. Mas é um malabarismo, sem dúvida!

Quais são as vantagens?
A maior vantagem é ter vida! Convivo mais com minhas filhas, cuido melhor delas, de mim e da minha casa.

Como lida com a insegurança de ser um profissional independente e ter família?
As inseguranças são muitas, ainda mais num país em crise e que investe pouco em novos  projetos. É preciso se vender o tempo todo, o portfólio precisa estar sempre em dia. Ter uma rede de contatos e bons parceiros é fundamental.

 

14963307_10210433626534633_7562941604828116979_n

Paloma Valls, designer,
mãe do Joaquim, do Vicente e da Rosa.

Como concilia o trabalho e as demandas dos filhos?
É muito importante separar os tempos para que o trabalho fique produtivo, a hora de trabalhar e a hora de dar atenção para os filhos. Em casa, às vezes, tudo acaba se misturando.

Quais são as vantagens?
A maior vantagem é você decidir o quanto quer participar da vida do seu filho e não ter isso imposto por uma empresa. Por exemplo, um dia posso levá-lo na natação e deixar o trabalho para mais tarde.

Como lida com a insegurança de ser um profissional independente e ter família?
Para trabalhar independente é preciso muito planejamento e, principalmente, ter um fluxo de caixa, que pode ser encarado como um investimento inicial de quem está abrindo um negócio.

 

WhatsApp Image 2017-12-01 at 11.49.08Karla Almeida, designer,
mãe da Nina (7) e do Caio (5).

Como conciliar o trabalho em casa com a rotina dos filhos?
Uma parte da manhã eles ficam na casa dos avós. À tarde, vão para a escola e retornam no fim do dia. Eu não rendo muito quando tenho que interromper o meu fluxo (almoçar/arrumar as crianças/levar na escola/buscar da escola/lavar roupa), então, apesar de eles ficarem todas essas horas longe de casa, eu acabo funcionando melhor de madrugada, quando estão dormindo e quando as tarefas domésticas foram feitas.

Quais são as vantagens?
Flexibilidade de horário no caso de precisar cuidar de criança doente e/ou outras programações que possam aparecer durante a semana.

Você já encontrou problemas com o mercado, justamente por ser mãe?
Quando eu era empregada enfrentei diversos problemas, como escutar gestor comentando que não contrataria mulheres que fossem mães porque elas causam muitos problemas. No mercado de trabalho, infelizmente, não faltam histórias desse tipo.

 

Gisele1

Gisele Ramos, jornalista,
mãe do Matheus (19) e do Pedro (17).

Como conciliar o trabalho em casa com a rotina dos filhos?
Como os meninos já são crescidos, não demandam tanto a minha atenção. Na verdade, aqui em casa a gente encara todas as rotinas domésticas como trabalho em grupo: um vai no supermercado, eu cozinho, o outro lava a louça. Eles estão cientes de que a minha (nossa) renda depende da minha produção, então colaboram para que eu possa trabalhar.

Quais são as vantagens?
A grande vantagem é a flexibilidade dos horários. Eu posso ir ao cinema no meio da tarde com meu filho, por exemplo. Tenho total liberdade para organizar o meu dia da maneira que achar melhor. E, claro, estou mais perto deles o dia todo.

Como lida com a insegurança de ser um profissional independente e ter família?
É uma insegurança constante. Morro de medo de perder clientes e não ser capaz de pagar as contas ou de ficar doente e não poder produzir. Tenho sempre aquela inquietação de que deveria estar guardando mais dinheiro, mas a minha solução é diversificar os meus ganhos e não depender de um cliente só.

* Esse post faz parte da parceira de conteúdo entre a Nosotros e o Adoro Home Office.

Faça parte. Seja Nosotros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s