Venda-se se for capaz

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, é preciso se colocar na vitrine para atrair clientes. Mas como fazer isso da melhor forma? A gente tem algumas ideias para compartilhar

 

Uma das grandes dificuldades do freelancer é descobrir como apresentar seus projetos de uma maneira atraente, que valorize seu trabalho, mostre seus diferenciais e, claro, passe a seriedade necessária para o cliente. Em outras palavras: como se vender!

Embora todos passem por esse problema, alguns têm mais facilidade. Outros ficam receosos de se expôr e até mesmo envergonhados. Mas, calma, essa não é uma tarefa impossível. Na verdade, é bem simples depois que você conhece o caminho. Veja a seguir alguns pontos que consideramos vitais para ter sucesso na empreitada.

Não tente abraçar o mundo

stickies-2764652_1920

Porque assim você não abraça nada! É bem comum o profissional independente, especialmente nos primeiros anos de vida freelancer, virar um generalista, querer aproveitar todas as oportunidades que aparecem, fazendo todo tipo de trabalho e nunca dizendo não. O problema é que ao querer fazer tudo, você não faz nada muito bem. Nesse ponto, ser um especialista (seja no que for) é um diferencial importante, que vai ajudar a garantir jobs de qualidade.

Reconheça seus pontos fortes

Autoconhecimento é a chave para muitas coisas na vida. Para o trabalho freelancer não seria diferente. Reconhecendo seus pontos fortes – é claro que você tem! – saberá exatamente o que quer fazer e irá vender aquilo que sabe fazer de melhor. Como consequência, os retornos serão mais positivos e você ganhará cada vez mais confiança para apresentar seus projetos.

Mostre do que é capaz

microphone-1209816_1920

Quem não é visto não é lembrado, diz o ditado. E é bem verdade. Você precisa colocar seu trabalho na vitrine se quiser ir além da indicação de amigos. Lembre-se que não tem nada de errado em se vender. Não é feio mostrar seus melhores projetos. Afinal, é dessa exposição que o freelancer vive. Claro, não há necessidade de contar em detalhes absolutamente tudo que já fez na vida, mas o mais relevante e de forma interessante. Entenda seu público e o procure qual o melhor canal para falar com ele. Você pode, por exemplo, enviar um e-mail mensal contando o que fez no último mês, usar as redes sociais para falar sobre seus projetos ou divulgar seu site pessoal. Produzir um belo reel anualmente também se mostra uma excelente ferramenta. Enfim, não importa a sua especialidade, sendo um produtor, planejamento, redator ou designer, há sempre algo que você possa contar sobre seus projetos de forma visual e interessante.

Opte pelo simples

E para mostrar seu trabalho, não precisa reinventar a roda (se fizer, tudo bem!). O simples bem feito muitas vezes tem um efeito mais positivo e duradouro que pirotecnia. Saiba explorar da melhor forma logos, textos e imagens das campanhas em que já trabalhou e monte um portfólio bacana, com os projetos mais interessantes. Se o conteúdo for de qualidade, o layout não vai ser assim tão importante, principalmente se você não é designer. Mais uma vez, preste atenção nos seus pontos fortes. Se você fala bem, por exemplo, que tal fazer um vídeo de apresentação?

Tire proveito de ferramentas e plataformas

home-office-2452806_1920 cópia
A NOSOTROS.CC ajuda profissionais independentes e se conectar com demandas por afinidade.

De acordo com uma pesquisa da Freelancers Union*, 62% dos trabalhadores independentes nos EUA utilizam plataformas on-line para cadastrar portfólio e divulgar seus projetos. A ideia é que essas redes conectem profissionais e potenciais clientes. Aqui no Brasil, a Nosotros funciona nesses moldes, com uma curadoria especializada que reúne os melhores freelancers da área da Comunicação. Há ainda o Behance, exclusivo para designers, e o ARQTTO, para o pessoal da Arquitetura. Mas não são os únicos. O segredo é encontrar uma plataforma séria voltada para sua área e aprender a tirar proveito das ferramentas disponíveis. O retorno pode ser impressionante.

 

E lembre-se: “se vender” não é ser cara de pau, mas uma necessidade nos dias atuais. Para tanto, é preciso estar seguro da qualidade do seu trabalho e buscar a melhor maneira de fazê-lo chegar a quem precisa.

 

Agora é sua vez de compartilhar com a gente como você faz para vender seu trabalho. Deixe dicas nos comentários!

 

*A Freelancers Union é uma organização sem fins lucrativos norte-americana que funciona como uma espécie de sindicato da força de trabalho independente.

** Esse post faz parte da parceira de conteúdo entre a Nosotros e o Adoro Home Office.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s